Buscar
  • Amvarp

Coronavírus: presidente da Amvarp participa de reunião com governador Eduardo Leite


O presidente da Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp) e prefeito de Rio Pardo, Rafael Barros, participou de videoconferência com o governador Eduardo Leite na manhã desta sexta-feira, 27. A reunião virtual também teve a presença do presidente da Federação da Associação dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Eduardo Freire, e de presidentes de associações regionais de municípios. A intenção foi coordenar os esforços do governo do Estado e dos municípios para combater a pandemia do vírus Covid-19, que apenas em números oficiais do Ministério da Saúde, somava até a tarde de sexta-feira, 92 mortes e mais de três mil infectados em todo o país. No Rio Grande do Sul, já são dois casos fatais da doença, ambos registrados em Porto Alegre. Eduardo Leite salientou aos prefeitos que a orientação é seguir as restrições dos decretos, pelo menos, até o final da próxima semana, e que nos próximos dias serão feitas novas avaliações do comportamento do vírus para se definir pela manutenção das normas ou então pelo estabelecimento de alterações a partir de 7 de abril. “Como presidente da Amvarp, eu já havia solicitado uma reunião com secretários da saúde e prefeitos da região do Vale do Rio Pardo, até porque a comunidade está cobrando. Claro que a economia é muito importante, e todos os prefeitos estão preocupados, cada um com suas particularidades. Mas também temos que ver a parte da vida, da saúde das pessoas”, afirmou Rafael Barros em entrevista à Rádio Gazeta. O prefeito de Rio Pardo ressaltou que os dados mais recentes sobre a pandemia do coronavírus mostram que a doença não está se padronizando por atacar apenas pessoas idosas. “Os índices hoje do Brasil não apresentam que só estão sendo infectados ou só estão morrendo os idosos. Não é o que foi apresentado hoje, e todo mundo pode acessar o site da secretaria de Estado e ver que temos índices de jovens que estão sendo infectados. Muitas vezes isolar só os idosos em suas casas, se tu tem alguém infectado em casa, tu acaba levando (o vírus)”, argumentou o presidente da Amvarp. Rafael Barros comentou ainda que o fato de não termos casos confirmados na região é algo a ser comemorado. “Os municípios, as empresas estão fazendo sua parte, o comércio está fazendo sua parte. É complicado, chega o final do mês é aluguel, é o salário... Mas eu acho que é muito melhor a gente socorrer depois a questão econômica, do que depois de alguém morrer. Aí não adianta. Mas a região do Vale do Rio Pardo está de parabéns, fazendo sua parte”. Rafael Barros destaca que a reabertura das empresas e a retomada dos serviços públicos de maneira normal deve ser tomada através do acompanhamento dos índices da doença. “Saúde e economia caminham juntos. Muitos reflexos da economia nós não vamos ter agora. Nos próximos meses, com a questão da estiagem, isso que a Arita (Bergmann), Secretária da Saúde, dizia hoje, que um dos maiores picos da doença vai acontecer no mês de abril. A responsabilidade do Rio Grande do Sul é do governador do Estado. Ele que pode dizer, nessa questão dos órgãos que fazem o levantamento, e vão poder passar pra nós uma segurança”. O presidente da Amvarp disse também que é preciso muita responsabilidade no momento, e o futuro das ações dos poderes públicos deve ser baseado em dados do avanço da doença. “É preciso ter a sensibilidade do momento. É a primeira vez que a gente passa por uma situação assim, com fechamento do comércio, com decretos de calamidade pública. É novidade pro presidente, pro governador, para os prefeitos que estão na linha de frente. Por isso tudo, deve ser organizado e levado com muita seriedade”, finalizou o presidente da Amvarp, defendendo que o confinamento no momento é necessário para evitar um contágio em massa no país, o que deve colapsar o sistema de saúde. O governo do Estado anunciou que até o mês de abril existe a previsão de aplicação de 80 mil testes de coronavírus em pacientes com a suspeita da doença. Trinta mil serão comprados pelo Estado, e outros cinquenta mil serão feitos em parcerias com universidades. O governo gaúcho anunciou ainda que já recebeu uma parcela do Ministério da Saúde de R$ 32,4 milhões para ser utilizado no combate à pandemia.


Prefeitos do Vale do Rio Pardo se reúnem na próxima segunda-feira


Nesta segunda-feira, às 14h, os líderes dos Executivos da região estarão reunidos para mais uma assembleia conjunta emergencial da Amvarp e do Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale). O encontro, em Santa Cruz do Sul, servirá para que os municípios debatam os decretos de calamidade pública e possível retomada gradativa das atividades comerciais.

15 visualizações0 comentário
SOBRE NÓS

A Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (AMVARP) é uma das entidades pioneiras no Brasil e a primeira a congregar os interesses dos municípios da região. 

LOCALIZAÇÃO

(51) 3711-2867

(51) 99673-6188

 

Rua Ernesto Alves, 875

Santa Cruz do Sul/RS

CEP 96.810-144

 

amvarp61@gmail.com 

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon