Buscar
  • Amvarp

Ações adotadas pelos municípios tiraram região do Alerta, afirma Comitê Técnico da Amvarp




Vinte e oito dias depois de receber o primeiro Alerta, o Vale do Rio Pardo foi retirado nesta quarta-feira, 30, dessa classificação no Sistema 3As de monitoramento do Governo do Estado. Desde a implementação do novo modelo, em maio, ainda não havia ocorrido a retirada de um Alerta.


Para os representantes do Comitê Técnico da Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo, quatro principais medidas adotadas e colocadas em prática pelas prefeituras tiveram influência significativa na melhora da situação da pandemia. A primeira delas foi o avanço da vacinação, com atuação das equipes em diferentes turnos e finais de semana. A força-tarefa na notificação e registro das doses aplicadas também foi um diferencial, colocando a região em um novo patamar de imunização.


A segunda ação destacada pelo Comitê foi a nova política de testagem e rastreamento de contatos implementadas em cidades como Santa Cruz do Sul e Rio Pardo, reduzindo a circulação do vírus. Isolar e acompanhar os casos positivos e também as pessoas próximas pode ter tido grande influência para que Rio Pardo, por exemplo, ficasse sem registro de internações por Covid-19 na semana passada.


Outro destaque apontado foi o reforço e intensificação na fiscalização dos estabelecimentos e festas clandestinas, principalmente nas maiores cidades do Vale do Rio Pardo.


O Comitê cita ainda algumas novidades apresentadas pelas prefeituras, como a política de certificação que valoriza as empresas e estabelecimentos que cumprem os protocolos e normas de prevenção. Em Venâncio Aires, foi criado o selo Lugar Seguro em parceria com a entidade representativa dos empresários do comércio, indústria e serviços no Município.


Já a prefeitura de Candelária lançou a carteira de vacinação digital, que vai facilitar o acesso dos usuários para monitorar a imunização.


Conforme o governo do Estado, a região vem reduzindo o número de internados em leitos clínicos desde 8 de junho, o que colaborou para a definição de retirada do Alerta. Além disso, a incidência de casos confirmados é bem similar à do Estado, e a de óbitos, menor que a do Estado.


Tanto o Estado quanto o Comitê Técnico reforçam que é fundamental que os municípios do Vale do Rio Pardo permaneçam com ações de controle e acompanhamento da pandemia, para evitar o aumento de casos e suas consequências.

42 visualizações0 comentário